Eu,pelos outros

Eu,pelos outros
Gisele Francisca Assis realiza com base na justiça.Ouve as pessoas, padroniza e manda cumprir. Sendo naturalmente orientada para objetivos e resultados práticos, sua linguagem comunicativa costuma ser direta e pouco voltada para questões emocionais. Ela parece impaciente especialmente com pessoas que não tenham o seu direcionamento para objetivos, ou que levem a conversa para temas sentimentais. Isso não quer dizer que esteja fechada para ouvir, embora esse não seja uma característica notável.Ao expressar-se no grupo, deixa claro que prefere se direcionar por seus próprios pensamentos e que não pretende se deixar influenciar pelas idéias das outras pessoas.Como não necessita de motivações externas para agir, pode surpreender seus interlocutores com mudanças repentinas, já que reage com agilidade às mensagens do ambiente.A pessoa deste tipo é assertiva, empreendedora e capaz de comunicar-se com os outros buscando sempre a justiça e a atender aos padrões estabelecidos.Este indivíduo sabe lidar com a oposição e a resistência a suas idéias e sabe pressionar os outros quando sente que alguma coisa não está acontecendo de forma equilibrada e justa.É capaz de trabalhar num ambiente com muitas variedades e mudanças e de acordo como os amplos parâmetros da organização. Em casa procura tratar a todos com igualdade e esteja onde estiver, sua autoridade é sempre mantida com o suporte de regras e procedimentos que lhe dão a sensação de não agir com preconceito, privilégios ou favores especiais. Procura tornar o ambiente previsível porque assim evitará conflitos e manterá a ordem. Tem iniciativa, espírito competitivo, imaginação, entusiasmo e autoconfiança. Tudo o que pretende realizar deve passar pelo crivo de sua lógica e atender aos seus parâmetros de justiça. Motiva-se por tarefas diversificadas e problemas analíticos. Deseja estar envolvida com outras pessoas, em diversas situações, dentro de um ambiente formal.Sente necessidade de ser vista como alguém que está certa. Prestígio, autoridade e posição são os motivadores deste indivíduo. Ele gosta de gerir operações nas quais possa apresentar resultados tangíveis e mensuráveis, além de progresso, e busca o respeito dos colegas.Os outros o vêem como alguém alegre, animado, charmoso, divertido, prático e interessante, alguém que está constantemente no centro de atenções, mas suficientemente bem equilibrado para não deixar isso subir a cabeça. Eles também o vêem como amável, compreensível, alguém que sempre os anima e os ajuda.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Carta à Shell - 1986 - Relíquia histórica

CARTA ENVIADA À SHELL NOS ANOS 80

Este fato é verdadeiro, a Shell tem a carta arquivada.
 
Isto é FANTÁSTICO. NÃO TEM PREÇO, UMA RARIDADE
A empresa Shell abriu seus arquivos e veio a conhecer o conteúdo e uma carta enviada por um consumidor, nos anos 80, ao seu Serviço de Atendimento ao Consumidor. Ela está transcrita na sua forma original, inclusive com os erros gramaticais.

Conheça a carta:

'Olá!Tenho um Corcel II 1986 a álco e sou cliente dos posto Shell.
Não abasteço em nenhum otro posto há mais de 5 ano. Tô escrevendo porque tô com uma dúvida na qual acho que vocês são os mais indicado a me ajuda. A questã é que tô progamando uma viage para domingo dia 27/10. Nesse dia será realizado o 2º turno das eleição e mais uma vez vai tê a proibição de venda de alco da meia noite até a meia noite de domingo. A chamada lei seca. Mas o trajeto que pretendo percorre no domingo é muito maior do que cabe de alco no tanque do meu carro, já que não vai tê venda de alco, vô te que carrega em alguma vasilha o resto que segundo meus cálculo é um tanque e meio quase 100 litro .
Gostaria de sabe qual a vasilha mais segura pra transporta o alco ou se tem alguma outra solução pro meu pobrema. Pensei em talvez abastece com gasolina por que a proibição de venda é so de alco pelo que eu vi.
Caso a solução seja mesmo a de transporta o combustive a se usado, gostaria de sabe se algum posto de vocês na região da Grande ABC poderia faze um desconto por que eu vo está comprando mais de 150 Litro de alco no sábado.
Conto com a ajuda de vocês.
Assinado:
Luis Inacio da Silva
Torneiro Mecânico
São Bernardo do Campo/SP'
Resposta da SHELL:
Prezado Sr. Luis Inácio da Silva
Em retorno à sua carta, gostaríamos de esclarecer que a lei a que o senhor se refere, proíbe apenas a venda de bebidas alcoólicas nos dias de eleições e não a de combustíveis automotores.
Shell Brasil S.A. Petróleo
POR  'MERO' ACASO, ESTE VEIO A SER  O NOSSO PRESIDENTE!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Mais uma da série liderança :

Dizem que não há como fabricar um líder, que quem é já nasceu pronto, pois se trata de um dom.Outros dizem que sim, mas que também é possível aprender a ser líder, através do desenvolvimento de características pertinentes a esse grupo.Existem os dois tipos, e existe muito mais de um terceiro tipo que não é nenhum dos outros dois: ou seja, quem não nasceu pra coisa mas também não teve ninguém que lhe ensinasse a fina arte das relações humanas.
Afinal a liderança se baseia em relacionamento, e deter o poder da comunicação é algo decisivo na hora de mostrar quem sabe para que veio e quem “está” líder devido a circunstâncias diversas.
Bom, mas isso não é tarefa fácil . O princípio da sabedoria necessária a qualquer líder situacional é a gentileza com as pessoas.Sim, gentileza, que pode parecer algo simples, mas no dia-a-dia ligamos o piloto automático e a deixamos de lado.Esse é um grande pecado...pecado sem perdão muitas vezes.
Palavras são dotadas de sentido, de peso e devem ser medidas a todo momento, não podem ser “jogadas” de qualquer maneira.A informação assertiva não pode ser assim.
Pra finalizar , todos os tipos de líderes conseguem seus objetivos, mas o verdadeiro líder consegue fazer com que a caminhada até o seu intento seja menos morosa.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Caes e Borboletas..


Ha pessoas que apresentam como defesa
um cao negro adormecido ao lado
ou uma borboleta pousada no ombro.
E nos nao nos aproximamos, pensamos em preconceito.
Ficamos com medo de acordar o cao,
ou com pena de espantar a borboleta.
E continuamos afastados, apenas observando de longe...
Mas a vontade de chegar perto
Falar,
perguntar,
abraçar,
tocar os labios,
tocar na pele,
fazer amizade,
conviver
Mas falta-nos coragem por causa do Cao,
ou sobrar -nos sentimentalismo pela borboleta.
Mais facil seria
se as pessoas deixassem em casa seus Caes e suas Borboletas...
Cleurys

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Carpe Diem

"Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar. Morre lentamente quem se transforma escravo do hábito e do trabalho, repetindo todos os dias o mesmo trajeto, quem não muda as marcas no supermercado, não arrisca vestir uma cor nova, não conversa com quem não conhece. Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o "preto no branco" e os "pontos nos is" a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam o brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeções, sentimentos. Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não tentando um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior do que o simples ato de respirar. Estejamos vivos, então!"
Pablo Neruda.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Carta ao CABO


Olá povo do CABO!Eu não sabia que era tão apegada assim a vocês.E nem imaginei que fosse tão difícil ficar longe.Isso,apesar de ser normal,comum de seres humanos não é de todo bom.Mas quero dizer que esteja onde estiver sempre levarei vocês comigo no coração.Cada um de vocês é único para mim,seus defeitos e qualidades com os quais aprendemos a conviver mutuamente todos os dias.Vocês são especiais e não deixem que alguém os convença do contrário.Isso é uma das coisas entre tantas outras que reaprendi esses dias e quero compartilhar com vocês,pode ser útil .Alguém disse que devemos aprender com os erros dos outros pois não viveremos tempo suficiente para cometê-los todos.Aprenda a conviver com suas escolhas erradas.São suas escolhas, são sua responsabilidade .Responsabilidade significa resposta hábil,ou,como prefiro dizer,habilidade na resposta.Precisamos saber a hora calar.O tempo é o senhor de tudo,senhor da razão.As pessoas pecam sempre por dois motivos :excesso de medo ou excesso de confiança,e o segundo sempre nos faz pensar que temos a verdade nas mãos .Mas verdade é relativa e cada um tem a sua.E até mesmo quando falarem com vocês em meritocracia saibam que pode haver vários ângulos de se ver o mesmo fato e todos eles podem ser válidos.Você pode aprender com tudo que te acontecer,tudo poderá te fazer crescer.Vai depender de você tirar coisas boas das tempestades da vida ou fazer tempestade em copo dágua.É cansativo ficar lendo frases feitas...eu sei.Mas é a sabedoria popular,(a mesma que diz que todo castigo pra corno é pouco)e não devemos desmerecê-la.Se prestássemos mais atenção nessas e em outras palavras,não quebraríamos tanto a cara por não enxergar o que está diante dos nossos olhos.(PQP,tô me sentindo uma criança órfã aqui)As coisas ,pessoas e sistemas não serão sempre como você imagina ou gostaria ou esperava que fossem.E nem tem que ser porque você quer ou espera.Não espere nada.O mundo não vai se adaptar a você.Defina suas prioridades e siga pra qualquer lugar,desde que seja em frente.Não retroceda.Aprenda a ler as entrelinhas porque não vou mais gastar o meu latim .Boa sorte a todos.Nos esbarramos pela vida afora galera...

segunda-feira, 16 de abril de 2012

"Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.Eu estou vivendo um caso de amor comigo mesma; me reparando.... me refazendo e estou adorando de alguma forma me "relacionar" com voces.Obrigada pelos incentivos!"